Home Notícias Fale Conosco
Notícia
28 de Dezembro de 2010

ENCERRANDO O ANO 2010

     A retrospectiva do ano 2010 mostra que realmente foi um ano cheio de acontecimentos, alguns desagradáveis, mas, por outro lado, muitas coisas boas. Pior foi o desabamento do muro que separa o campo de futebol do campo de gatebal do Centro Esportivo Riyuzo Ogawa ocorrido em janeiro, em consequência de forte chuva que caiu seguidamente no início do ano. Outro assunto preocupante foi a redução significativa do quadro de filiados à União dos Clubes de Gateball. Em um ano, houve perda de cerca de 200 associados, muitos por morte ou por afastamento em virtude da idade avançada.   Este é um processo natural e inevitável, uma vez que a idade média, hoje, dos gatebolistas no Brasil está certamente acima de 70 anos. Entretanto, não está havendo adesão de jovens na mesma proporção da perda.
     Nas décadas de 80 e 90 principalmente, houve um verdadeiro boom de gateball, como nova modalidade esportiva para os idosos.  Grande número de aposentados, muitos deles experientes em beisebol, atletismo, sumô e outros esportes, iniciaram a prática de gateball.  O gateball adquiriu fama também porque, diziam-se na época, até os que nunca haviam praticado esporte poderiam aprender facilmente a jogar.
     No entanto, nos últimos anos, com o surgimento de outras modalidades semelhantes tais como ground golf e mallet golf, muitos jovens e gatebolistas foram atraídos por essas novas modalidades. Em primeiro lugar pelo próprio nome que lembra o golf e, em segundo, por serem esportes, pelo menos aparentemente, mais dinâmicos do que o gateball.  Aparentemente porque, na verdade, o gateball requer muito mais raciocínio e ação em tempo muito mais curto do que outros jogos.  No gateball, como no jogo de xadrez, em cada lance há múltiplas opções, tudo depende de como o adversário se comporta. Em cada lance, o capitão dispõe de apenas 10 segundos para escolher a melhor opção, daí a dificuldade.
     Dentre bons acontecimentos do ano, registra-se a participação de 15 equipes brasileiras no X Campeonato Mundial de Gateball ocorrido na cidade de Xangai, China, nos dias 18 e 19 de setembro.  Somente Brasil, Japão e China tiveram o privilégio de participar com 15 equipes, os demais países tiveram limitação de apenas 5 equipes.  Na mesma viagem, a comitiva brasileira visitou Memuro de Hokkaido, cidade-berço de gateball, a convite do prefeito Yoshinori Miyanishi, onde houve grande recepção e torneio amistoso de gateball entre Memuro e Brasil.  Os jovens atletas de Goiânia sagraram-se campeões do torneio, com excelente atuação.
     O Rengô iniciou também a obra de reforma da casa que durante muito tempo ficou abandonada, por falta de perspectiva da obtenção de escritura de um dos terrenos adquiridos há mais de sete anos.  Conforme declaração feita, recentemente, pelo advogado encarregado, está na fase final a obtenção do inventário dos antigos proprietários, documento que faltava para a lavratura de escritura.
     O fato mais importante do ano foi que todas as atividades programadas foram cumpridas com pleno êxito, graças à cooperação de todos.

Seizi Oga


« Voltar
 
UCGB - União dos Clubes de Gateball do Brasil | Todos os direitos reservados